Artrite reumatoide necessita de maior atenção nos cuidados de saúde primários

Posted on

Os pacientes de doenças reumatologicas crônicas apresentam risco de infecção pelo menos duas vezes maior quando comparados a indivíduos normais.

Corticosteróides: Apresentam efeitos colaterais em dosagem alta como: ganho de peso, edema, acnes, hipertensão, cataratas, irregularidades menstruais, osteoporose, estrias, alterações psiquiátricas, infecções gerais entre outros. Entre os sintomas da doença estão rigidez matinal prolongada das articulações (em geral por mais de duas horas), fadiga, cansaço, anorexia e perda de peso. A medida da massa óssea permite determinar o risco da paciente vir a ter fraturas, auxiliando a identificação da necessidade de tratamento. Os cuidados de enfermagem na assistência ao paciente no pós-operatório são direcionados no sentido de restaurar o equilíbrio homeostático, prevenindo complicações. Os sintomas são de aparecimento lento e são caracterizados pela: - fraqueza e perda de peso; - agitação e dispnéia mais tardiamente. Outros sintomas e sinais desta vasculite são: dores articulares e artrite (que desaparecem sem qualquer consequência), febre, dores de cabeça, perda de apetite ou existência de sangue na urina. Quanto mais velha for a criança ou adulto, maior é o risco de a inflamação atingir órgãos internos, para além da pele. Existem alguns sinais e sintomas gerais: mal-estar, febre, fadiga, perda de apetite (anorexia) e perda de peso. Para mais informação, acesse www.abbvie.com.br Referências Curtir Carregando… comentários Estudo sobre o acesso ao tratamento alerta: Artrite reumatoide necessita de maior atenção nos cuidados de saúde primários.

A Atividade Física é importante no tratamento e prevenção. Neste artigo falaremos dos cuidados que o idoso e/ou seu cuidador devem tomar ao iniciar o programa.

  • Artrite Psoríaca – relaciona-se com a doença de pele chamada psoríase. Nessa doença, as articulações são muito afetadas.

A indicação do medicamento é direcionada a pacientes adultos com artrite reumatoide ativa, moderada a grave, com resposta inadequada a um ou mais medicamentos modificadores do curso da doença.

Blog estudante de enfermagem, acessado em:20/06/2010, disponível em: http://3nf3rmag3m.blogs.sapo.pt/4735.html Artrite Gotosa, um Relato de Caso, acessado em 20/06/2010, disponível em: Postado por: Zuleika Damasceno. A artrite reumatoide, por exemplo, acomete pessoas de qualquer idade, atletas podem ter artrose e a febre reumática se manifesta especialmente em crianças depois de uma infecção de garganta. Várias doenças reumáticas, entre elas a artrite reumatoide, osteoartrite, febre reumática e gota, podem acometer os joelhos. Por isso, os cuidados com os idosos estão mais ligados à preservação dessas estruturas do que propriamente ao tratamento direto da articulação. A poliartrite da febre reumática é o sintoma mais comum da doença e acomete 3 em cada 4 pacientes. Quem já teve um episódio de febre reumática apresenta um alto risco de rescindência toda vez que surge uma nova faringite, sendo portanto, necessário tratamento antibiótico profilático (explico mais abaixo). Quanto mais jovem o paciente, maior o risco de a febre reumática deixar sequelas graves. A equipe de enfermagem convive mais tempo com os pacientes, já que estes se tornam dependentes dos seus cuidados, que vão dos mais simples até os mais complexos. Os idosos que estavam em hospice em cuidados paliativos apontaram a dor como sintoma mais prevalente e angustiante (92%).

Cuidados de Enfermagem ao paciente hipertenso

  • Artrite Gotosa – Ocorre mais em homens e é causada por microcristais minerais de urato. As articulações mais atingidas nesse tipo são joelhos, cotovelos, tornozelos e o dorso do pé.

A fisioterapia e a enfermagem possuem vários recursos para redução de dor, tendo como objetivo principal a melhora da qualidade de vida dos pacientes sem possibilidades curativas.

Associados a isso são fundamentais os cuidados por parte da equipe de enfermagem que deve sempre está atento as necessidades do paciente. Os idosos correm mais riscos de desenvolver complicação que os pacientes mais jovens, mas a maioria apresenta desfecho favorável e alivio significativo da dor (KAUFFMAN, 2001). Cuidados desenvolvidos pela enfermagem na artrite reumatóide 08/06/2014 A Artroplastia Total de Quadril (ATQ) é uma cirurgia de reconstituição da articulação pela substituição por prótese. Os pacientes idosos, obesos ou desnutridos e os pacientes portadores de diabetes, artrite reumatoide, infecções concomitantes ou com grandes hematomas estão em alto risco para infecção. A enfermagem, ao promover a prática de autocuidado estimula o paciente a manter suas atividades de vida diária, o equilíbrio de suas funções orgânicas, seu desenvolvimento e bem-estar. Falhas no processo de orientação e manipulação do paciente podem levar o tratamento ao insucesso e a necessidade de nova abordagem cirúrgica, aumentando ainda mais os riscos de complicações. Cuidados de Enfermagem Ao Paciente Cirúrgico - 10. ed. Alguns pacientes com Artrite Reumatóide (AR) típica contam que durante meses ou anos tiveram surtos passageiros de artrite em várias ou poucas articulações, antes da doença tornar-se crônica. AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM TRATAMENTO Oxigenoterapia pressão (+) Terapia vasodilatadora, diurética, ansiolítico e cardiotônicos Medicações sintomáticas INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM “ Viver é a coisa mais rara do mundo.

OSTEOARTRITE EM PACIENTES IDOSOS E ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM

  • Estilo de vida
  • Medicamentos
  • Cirurgia
  • A monitorização de rotina e cuidados contínuos.

Objetivo Geral Identificar as ações de enfermagem na avaliação, mensuração e tratamento do paciente com dor.

No indivíduo idoso, esta doença pode trazer consequências mais graves, pelo fato deste possuir naturalmente uma diminuição progressiva do sistema imunológico. A identificação de precoce de lesão por pressão deve ser uma preocupação constante da enfermagem, pois quando detectada precocemente causa menos dano saúde do paciente. Com isto, obtém-se ausência relativa do peso do paciente, por ele sentido, e, desta forma, retira as cargas das articulações, permitindo a realização dos movimentos ativos mais facilmente. Isso nos mostra que a prednisona é um medicamento cujo uso deve ser muito bem indicado, caso contrário, há o risco do tratamento fazer mais mal do que bem. Os pacientes portadores de artrite reumatóide, podem ser operados de catarata, porém é um quadro que denota mais cuidados. Pacientes com artrite reumatóide também podem discutir com o médio a prevenção da osteoporose como parte dos cuidados contínuos de longo prazo. Por isso, é importante saber os sintomas da artrite em gatos, assim como o seu tratamento e os cuidados especiais que devemos oferecer ao felino. No momento em que um profissional de enfermagem avaliava suas condições gerais, o paciente apresentou uma parada cardiorrespiratória. de enfermagem prevalentes e cuidados prescritos para pacientes ortopédicos

III Congresso Internacional de Enfermagem de ReabilitaçãoLocalização: Escola Superior de Enfermagem de Coimbra – Pólo B

cuidados de enfermagem prescritos e suas freqüências para os três diagnósticos

Identificar os cuidados de enfermagem prescritos e suas freqüências para os três cirurgia usualmente é indicada para pacientes mais idosos, de preferência com etiologia Dor, apresentada por 45 pacientes, teve como cuidados mais DE principais foram prescritos 52 cuidados de enfermagem, que serão mapeados às CONCLUSÃO: a atenção médica e os cuidados de enfermagem devem ser individualizados e planejados de modo a obter conforto e alívio da dor aguda nos pacientes hospitalizados. A realização de procedimentos médicos e os cuidados de enfermagem podem exacerbar a dor, já que exigem movimentação passiva ou ativa do paciente, o que potencializa os estímulos dolorosos. Entretanto, outros estudos são necessários para determinar as ações ou cuidados mais eficazes no manejo da dor persistente em adultos idosos. Tratamento e cuidados de enfermagem Objetivos: Melhorar a oxigenação e a ventilação, reduzir a congestão pulmonar. Tratamento e cuidados de enfermagem: - apoio psicológico.- expectorantes.- antibióticos.- broncodilatadores.- inalação, nebulização.- corticosteróide.- oxigênio.- evitar umidade, frio.- evitar ambiente poluído- tabagismo.

Osteoporose é uma doença que se apresenta com perda óssea progressiva associada a um risco aumentado de fraturas.

Os cuidados com esses pacientes que tiveram fratura do quadril somam mais de 10 bilhões - 35 mil dólares por paciente. O homem idoso também pode apresentar diminuição da testosterona (hormônio masculino), depressão, cansaço, perda da libido e isto tudo pode ser fator de risco importante para fratura nos homens. A artrite reumatóide (AR) é uma doença inflamatória que causa dor, inchaço, rigidez e perda de função nas articulações. A artrite reumatóide também pode causar perda óssea mais generalizada que pode levar a osteoporose (ossos frágeis que são propensas a fratura). Alguém com sintomas de artrite reumatóide persistentes devem consultar um médico familiarizado com a doença e seu tratamento para reduzir o risco de danos. Um estudo recente mostrou que o tratamento com hidroxicloroquina, um medicamento utilizado para o tratamento de doenças reumáticas e malária, reduziu a incidência de diabetes em indivíduos com artrite reumatóide. Pessoas com artrite reumatóide que tomou a medicação por mais de 4 anos, mostrou uma redução no risco de diabetes de até 77 por cento. Os princípios do tratamento são: Cuidados que o paciente deve ter com a coluna: Realizar Fisioterapia: Quais são os objetivos da fisioterapia? Classificações da Tendinite Existem 4 subtipos de tendinite classificados: Ações do Profissional de Enfermagem O tratamento das tendinites e bursites visa diminuir ou até inibir a dor do paciente. Cabe ao profissional de enfermagem incentivar o paciente a realizar exercícios específicos e apropriados de reabilitação, já que esse hábito pode proporcionar condicionamento muscular, evitando o surgimento de dores. Com a orientação do médico reumatologista e do fisioterapeuta, o profissional de enfermagem pode aplicar técnicas de força e resistência na reabilitação do paciente. Outras terapêuticas e cuidados também podem ser aplicados, e é de responsabilidade da equipe de enfermagem identificar cada caso e cuidar da melhor forma do paciente. Mas são dados sugerindo que alguns tratamentos com drogas específicas em determinado tempo atenuam ainda mais o risco cardiovascular no paciente. A procura por ajuda psicológica é aconselhada pelos médicos para o combate à depressão, doença frequentemente subdiagnosticada em pacientes de doenças reumáticas. prestada pela enfermagem aos pacientes com doença mental, visando esclarecer o